Resenha: Não conte a ninguém - Harlan Coben



Título original: Tell no One
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 256
Ano: 2009
Gênero: Suspense Policial
Nota:  


Sinopse: 

David Beck e sua esposa Elizabeth comemoram o aniversário de seu primeiro beijo quando uma tragédia interrompe o clima de romance: Elizabeth é brutalmente assassinada. O caso acaba sendo resolvido e o assassino, condenado. No entanto, David não consegue superar a morte de Elizabeth. Depois de oito anos, ainda se lembra de todos os detalhes. Mas é no dia do aniversário de morte de Elizabeth que a história realmente começa. Uma estranha mensagem aparece no computador de David, uma frase que somente ele e a esposa conhecem. De repente ele depara com o que parecia impossível - em algum lugar, de alguma maneira, Elizabeth está viva. Ele é advertido para que não conte a ninguém e envolve-se em um sombrio e mortal mistério, sem saber que já está sendo seguido por alguém que o tentará deter antes que descubra toda a verdade.

O livro "Não conte a ninguém" é fascinante e nos mantém presos à leitura, assim como todas as obras de Harlan Coben. Acompanhamos a narrativa com o coração acelerado, tentando desemaranhar uma teia de acontecimentos e descobrir quem é o vilão da história.

David Beck e sua esposa estão comemorando o aniversário de casamento em um lago na antiga propriedade da família Beck quando são brutalmente ameaçados. Beck é deixado para morrer e Elizabeth foi sequestrada e morta por um serial killer. Ou seja, logo no começo do livro, nosso coração já se despedaça. Beck tenta seguir a sua vida, ele é médico pediatra e se dedica à população mais carente. Ele já presenciou muitas cenas dramáticas em sua carreira e tenta se manter distante, mas fica óbvio que ele é um homem decente - O que faz com que os leitores fiquem torcendo ainda mais pela felicidade deste bom homem.

O mistério começa quando David Beck recebe um misterioso e-mail, que tudo indica ser de sua falecida esposa. Desde então, Beck começa a creditar que Elisabeth, sua esposa, está escondida, tentando se comunicar com ele, porém, ele não pode desabafar ou pedir ajuda, pois no fim de cada mensagem enviada sempre existia uma frase em destaque: "Não conte a ninguém". Enquanto seu coração e mente são golpeados com esse mistério, a polícia encontra dois corpos próximos ao lago em que Beck e Elizabeth foram agredidos. A polícia desconfia que Beck pode ter alguma coisa relacionada com esses assassinatos, então reabre o caso de Elizabeth para novas investigações. A partir daí, Beck começa a correr risco de morte a todo o momento, sem nem ao menos ter noção do tamanho perigo em que está se envolvendo, mas por ser insistente e por acreditar piamente que sua amada esposa ainda está viva, começa a procurá-la e a tentar desvendar situações antes não explicadas, ou até mesmo despercebidas, que começam a se revelar de uma maneira totalmente arriscada.

É o tipo de leitura que prende o leitor e tira o fôlego a cada desvendar de mistério. Os personagens são muito bem desenvolvidos e a narrativa embala o leitor a ponto de não querer pausar a leitura.

Se você ainda não leu esta obra ou ainda não leu nada de Harlan Coben, espero que leia e apaixone tanto quanto eu.
0 Comentários via Gmail
Comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.